Mais de 700 sites
Topo Interna: Topo Via Norte Veículos

URLs curtas x URLs longas

URLs curtas x URLs longas

A questão de URLs curtas ou URLs longas influenciarem no ranqueamento do Google é uma dúvida comum entre os profissionais de SEO. A verdade é que o comprimento da URL em si não é um fator determinante para o ranqueamento do Google, mas há algumas considerações importantes que devem ser levadas em conta.

Em geral, URLs mais curtas tendem a ser mais fáceis de ler e memorizar para os usuários, o que pode torná-las mais clicáveis e compartilháveis. Além disso, URLs curtas são mais fáceis de exibir completamente nos resultados de pesquisa, o que pode aumentar a visibilidade da sua página.

No entanto, URLs mais longas também podem ser eficazes se forem descritivas e incluírem palavras-chave relevantes. Quando uma URL inclui palavras-chave relevantes, ela pode ajudar o Google a entender sobre o que é a página e, consequentemente, melhorar o seu ranqueamento nos resultados de pesquisa.

Por exemplo, se você tem um site sobre viagens e escreve um artigo sobre as melhores praias do Brasil, uma URL como "https://www.seusite.com.br/melhores-praias-do-brasil" pode ser mais eficaz do que uma URL mais curta como "https://www.seusite.com.br/praias".

Outra consideração importante é a estrutura da URL. URLs bem estruturadas e organizadas podem ajudar os usuários e o Google a entenderem a estrutura do seu site e a navegarem com mais facilidade. Uma estrutura de URL organizada também pode ajudar a evitar conteúdo duplicado, o que é importante para o SEO.

Algumas dicas para otimizar a estrutura da URL incluem:

1. Manter a estrutura da URL simples: Tente manter a estrutura da URL o mais simples possível, evitando incluir muitos diretórios ou subdiretórios desnecessários.

2. Incluir palavras-chave relevantes: Inclua palavras-chave relevantes na URL, mas de forma natural e coerente.

3. Utilizar hifens: Utilize hifens para separar as palavras na URL, em vez de usar underscores ou espaços, pois isso pode ajudar a torná-la mais clara e legível.

4. Evitar URLs duplicadas: Evite ter URLs duplicadas em seu site, pois isso pode prejudicar o ranqueamento e confundir os usuários.

Em resumo, o comprimento da URL em si não é um fator determinante para o ranqueamento do Google. URLs curtas tendem a ser mais fáceis de ler e compartilhar, enquanto URLs mais longas podem ser eficazes se forem descritivas e incluírem palavras-chave relevantes. A estrutura da URL é igualmente importante, e deve ser simples, organizada e livre de conteúdo duplicado. Como sempre, o conteúdo relevante e de qualidade é o fator mais importante para o ranqueamento do Google, mas uma URL bem otimizada pode ajudar a aumentar a visibilidade e o tráfego para o seu site.